ESPAÇO

MAKERS

A criação de diferentes espaços de aprendizagem e o conceito de ‘’colocar a mão na massa” estão diretamente relacionados ao conceito Movimento Maker na Educação. Nós explicamos sobre esta tendência educacional e trazemos uma série de benefícios relacionados ao uso para os estudantes, e também para as instituições de ensino.

Movimento Maker: por dentro do conceito

Vivemos um tempo em que é muito fácil descobrir como fazer as coisas. Temos acesso mais fácil e rápido a qualquer tipo de informação. Hoje aprendemos assistindo vídeos e tutoriais, compartilhando ideias e construímos coisas com uma facilidade nunca antes vista. Tudo isso faz parte de um novo movimento da nossa era, que vem sendo chamado de Movimento Maker. Dentro deste conceito, somos incentivados a ‘’colocar a mão na massa’’ e fazer acontecer. A palavra Maker, inclusive vem do inglês, significa ‘’fazer’’ e tem uma relação direta com o termo faça você mesmo (ou do inglês DIY ou do it yourself).

O Movimento Maker na Educação, é sonho ou possível de verdade?

Temos notado um movimento no mercado. As instituições de ensino estão assimilando os conceitos dessa super tendência educacional e estão trazendo o Movimento Maker para dentro da escola! Algumas escolas já estão investindo em espaços diferenciados de aprendizagem, os chamados Espaços Makers. Isso visa, além de uma diferenciação da concorrência da região, a possibilidade dos alunos avançarem e ampliarem o seu repertório e conhecimento. E vamos combinar que isso pode ser um fator decisivo para a família escolher a instituição de ensino X em vez da Y, certo?

O propósito de criar um Espaço Maker

é garantir um ambiente personalizado, em que os alunos expressam toda a sua criatividade e participam de experiências e projetos interdisciplinares, o que traz inúmeros benefícios a curto, médio e longo prazo. Imagine quantos diferenciais um aluno que teve a oportunidade de participar de projetos científicos ainda no ensino fundamental terá quando ingressar em uma universidade? Pensando um pouquinho mais lá na frente, no mercado de trabalho. Esse mesmo aluno que realizou atividades dinâmicas e pôde expressar toda sua criatividade e conhecimento através de projetos maker, certamente estará à frente de candidatos que não foram estimulados desde cedo. Um ponto fundamental a se pensar para o futuro dos estudantes!

Principais benefícios do Movimento Maker para os estudantes de hoje

Benefícios para a escola

Como Criar um Espaço Maker na sua Escola

Você pode até achar que o investimento para ter um Espaço Maker é relativamente alto, mas não! Isso é totalmente possível.
O laboratório de inovação ou espaço maker pode comportar notebooks, tablets, softwares de programação, projetos e soluções de robótica, material reciclável, impressora 3D, cortadoras a laser, ferramentas como serrotes, martelos, pedaços de madeira e de plástico, enfim, tudo o que a criatividade e o orçamento permitirem. Imagina que máximo poder reproduzir um microscópio potente usando apenas um celular? Ou criar um robô totalmente programado pelos alunos? As possibilidades de projetos são infinitas e, diga-se de passagem, incríveis!
Importante: vale lembrar que o Movimento Maker pode transformar a sala de aula, mas exige que o conceito esteja aliado aos conteúdos e habilidades curriculares trabalhados na escola, sendo necessário capacitação e treinamento por parte dos professores.  Nós podemos auxiliar com soluções específicas para desenvolver um Espaço Maker na sua escola. Entre em contato com nossa equipe para um atendimento personalizado.
×